Vocação

Carisma Diocesano

A espiritualidade do padre diocesano está intimamente relacionada à identificação com o Cristo, Bom Pastor, e a sua missão se caracteriza pela formação de comunidades eclesiais. Nelas, o padre diocesano, é sinal e anunciador do Evangelho, onde vive a integralidade do pastoreio, caminhando com o povo a ele confiado, acolhendo, cuidando, buscando, ensinando, servindo, conhecendo cada ovelha pelo nome.
No mundo cada vez mais secularizado, materialista, individualista e hedonista, o padre diocesano precisa fazer de sua vida, continuamente, a expressão concreta da caridade pastoral inspirada no exemplo de Jesus, sentindo compaixão das multidões que vivem abatidas e cansadas, como ovelhas sem pastor (cf. Mt 9,36) e indo ao encontro das ovelhas dispersas (cf. Mt 18,12).[16].
- Conformando a sua vida a Jesus Cristo, o padre diocesano deve seguir os passos do Mestre (cf. Fl 1,21), esvaziar-se de si mesmo, numa experiência kenótica permanente (cf. Fl 2, 6-8), cultivando os mesmos sentimentos Dele (cf. Fl 2,5), propiciando, assim, que o próprio Cristo viva nele (cf. Gl 2,20). - Conformando a sua vida a Jesus Cristo, o padre diocesano assume a missão de servidor da comunidade, pronto para servir e não para ser servido (cf. Mt 20, 24-28).
- Conformando a sua vida a Jesus Cristo, o padre diocesano torna-se um homem de oração e mestre e exemplo de oração para o povo (cf. Lc 11,1). - Conformando a sua vida a Jesus Cristo, o padre diocesano é alguém que não foge da cruz (cf. Mt 27, 39-44); ao contrário, é um líder, uma luz em meio às trevas da vida cotidiana, provocadas pelas injustiças sociais e pelos falsos valores apregoados pelo mundo; da Palavra de Deus, extrai as orientações necessárias para a sua ação pastoral, recebendo dela a coragem para enfrentar a pobreza em todas as suas manifestações e as transformações que ocorrem tanto dentro quanto fora da Igreja.

















Fotos